Cascavel volta para a bandeira laranja

O índice reduziu em comparação às ultimas quatro semanas, diante da pandemia da Covid-19
O mapa de Risco da Covid-19 apresentou melhora na situação da pandemia em Cascavel nos últimos dias. A cidade saiu da bandeira vermelha para a laranja. O índice reduziu após quatro semanas de alto risco.
As cores norteiam o conjunto de recomendações de isolamento social diante da pandemia.  Sendo que as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).
O ranking demonstra que houve uma melhora significativa em Cascavel, porém ainda é preciso muitos cuidados e todas as medidas de precaução contra o vírus devem ser mantidas.
No boletim desta quinta-feira (11) foram confirmados mais 157 infectados. No total 21.790 casos da Covid-19 em Cascavel desde o início da pandemia, porém 20.837 recuperados, sendo 666 ativos.
Outra boa notícia é que a taxa de letalidade teve queda. Dados foram apresentados em uma pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, que fez uma comparação entre as capitais com mais de 1 milhão de habitantes e as principais cidades do Paraná.
Entre as 20 cidades, incluindo capitais e os principais municípios do Paraná, Cascavel aparece atrás apenas de Florianópolis (SC). Cascavel tem incidência de 846 mortes a cada 1 milhão de habitantes, enquanto que Florianópolis o número é de 770 a cada 1 milhão. Já a taxa de letalidade em Cascavel é de 1,3% e Florianópolis 0,7%.
A letalidade em Cascavel também é menor que a do Paraná (1,8) e Brasil (2,4).
Entenda
O termo “taxa de mortalidade” é usado para analisar o impacto da doença em toda a população. Pode ser definido como o  número de pessoas que morrem por uma causa específica, levando em consideração o número total de pessoas na população.
Já a “taxa de letalidade” avalia o número de mortes em relação às pessoas que apresentam a doença ativa, e não em relação à população toda, ou seja, mede a porcentagem de pessoas infectadas que evoluem para óbito.
Foto e Texto: Secom Cascavel

Relacionadas

Leave a Comment