Transporte coletivo: Expresso Terminal-Terminal entra em vigor nesta terça para dar maior fluidez

Linhas Leste-Oeste e Nordeste-Oeste suprirão demanda com oito carros de três portas, em horários de pico

A primeira reunião técnica de avaliação dos três primeiros dias de funcionamento do novo sistema de transporte coletivo urbano que entrou em vigor sábado (16) em Cascavel definiu nesta tarde (18), no gabinete do prefeito Leonaldo Paranhos, medidas emergenciais a partir desta terça-feira (19), visando minimizar o tempo de espera dos passageiros principalmente nos terminais Nordeste e Leste, pontos de maior lentidão para o embarque e desembarque registrados neste primeiro dia útil de experiência prática do THQ.

A avaliação do sistema reuniu representantes das duas empresas que operam o serviço de transporte coletivo urbano, a ValeSim, o setor de engenharia de trânsito e a divisão de transporte e diretoria da Cettrans. Ficou definido pela implantação do Expresso Terminal-Terminal para dar maior fluidez nas linhas Leste-Oeste e Nordeste-Oeste, com oito carros para atender os passageiros que farão esses trajetos em horários de pico.

São ônibus que foram substituídos pelos novos modelo Padron com portas à esquerda. Esses veículos com três portas e sem catraca farão o trajeto temporariamente, substituindo a antiga Linha Direta, mas sem parada no centro, fazendo apenas a ligação terminal a terminal, dando maior fluidez no deslocamento. Caso essas linhas sejam aprovadas, poderão ser incorporadas permanentemente após a fase de testes do sistema.

A medida foi necessária devido ao antigo hábito dos passageiros de utilizar apenas três terminais desde a década de 1990. Agora com cinco em operação, a grande maioria está com dificuldades de se adaptar e entender as novas opções de deslocamento. “Constatamos que grande parte das reclamações são por falta deste esclarecimento, apesar das informações repassadas. As pessoas precisam ainda se habituar ao novo modelo e isso leva um tempo. É uma mudança de cultura, de mentalidade e faremos isso até que todas essas dificuldades sejam superadas”, enfatizou Paranhos.

A gerente da Divisão de Transporte da Cettrans, Larissa Boeing, informou que os comboios de ônibus que se formaram hoje nas estações e nos terminais são resultado justamente da sobrecarga de passageiros tentando ir de um terminal a outro. Com a linha Expresso, acredita-se que esse problema será amenizado também. “Temos uma demanda menor de pessoas para a linha Leste-Sudoeste, por isso também remanejaremos carros para as linhas de maior procura, como a Leste-Oeste, o que também dará maior fluidez”.

Integração Temporal em funcionamento

Outra reclamação da população ficou esclarecida. Todas as pessoas que até esta tarde tiveram dúvidas quanto à Integração Temporal não pagaram por duas passagens para fazer uma viagem. A ValeSim instalou um guichê especial no centro para atender esses casos e tirou extrato de cada situação. Em todos foi averiguado e ficou comprovado que houve integração sem pagar nova passagem, como explicou o gestor da ValeSim, Alan Tambelli Carneiro.  Ele reafirmou que, em caso de prejuízo, o passageiro será ressarcido.

De acordo com Larissa Boeing, como as pessoas precisam passar novamente na catraca na Estação Catedral, há receio de pagar duas vezes, mas como existe o espaço de tempo pré-determinado, isso não ocorre.

Sincronização

O ajuste fino da sincronia dos semáforos também está sendo feito  com o apoio permanente de técnicos da Dataprom, a empresa responsável pela instalação dos equipamentos. Hoje (18) foi constatado, por exemplo, que de 15 cruzamentos, seis estavam com problemas, o que também interferiu na fluidez.

“O mais importante é que estamos conseguindo identificar rapidamente todos os pontos de interferência, como esse no sistema semafórico, que precisa estar adequadamente sincronizado para evitar que os ônibus cheguem em comboio nas paradas principais e nos terminais, evitando filas para embarque e desembarque”, complementou o prefeito.

Acompanhamento continua

De acordo com Larissa Boeing, em todos os terminais equipes de voluntários de todos os setores da Cettrans atuam junto com soldados do Exército especialmente treinados para orientar os passageiros a encontrar o destino correto rapidamente, uma vez que as pessoas não estão lendo e conferindo o material impresso entregue antecipadamente. “Vamos continuar fazendo todo este acompanhamento e esta orientação presença. É uma fase de testes que demanda paciência e muita orientação”.

(Secom)

Relacionadas

Leave a Comment