Toledo: Vigilância Sanitária e GM seguem com o trabalho de orientações e atendimento às denúncias

As equipes de fiscalização do município, por meio da Vigilância Sanitária (VISA) e a Guarda Municipal (GM), têm atuado diariamente com o intuito de orientar e coibir as situações em desacordo com os decretos estadual (Número 7020/2021) e municipal (Número 64/2021). A intenção é diminuir os contaminados por coronavírus, e consequentemente, os casos de agravamento da pandemia e óbitos. Até a meia noite de sábado (13) foram realizadas 58 abordagens, enquanto no domingo (14) aconteceram mais 51 atendimentos.

Os fiscais da VISA e os agentes da GM promoveram diversas incursões nos mais diversos locais como comércios, clubes, entre outros espaços. “Nos locais que estavam em desacordo com as normas restritivas foram emitidos termos de visita”, explicou o secretário de Segurança e Trânsito Arthur Almeida.

Diante do decreto estadual – que previa o fechamento dos serviços não essenciais no sábado e domingo – alguns comércios insistiram em funcionar. “Nesses locais pedimos para fechar as portas e como não houve nenhuma resistência à solicitação, nenhum comerciante foi autuado”. Almeida ainda acrescentou que todas as ações têm como único objetivo proteger a vida dos cidadãos neste momento de pandemia. “Não estamos felizes em realizar essas abordagens, mas tentamos nesse momento diminuir as consequências deste vírus mortal que tem ceifado tantas vidas”, frisou.

O intuito das fiscalizações é orientar. A diretora de Vigilância em Saúde em Toledo, Helena Nickel, disse que durante as vistorias os empresários são conscientizados do papel deles no enfrentamento à Covid-19. “Não tivemos resistências em relação às orientações. A intenção é que a população toda se junte a nós nessa luta contra um inimigo invisível que entra em nossas casas, comércios e rotina sem pedir licença e tirando de nós algo que dinheiro não compra que é nossa vida e de nossos familiares”. Helena acrescentou que no domingo (14) foram 15 estabelecimentos vistoriados.

Festa

No sábado (13) a central da Guarda Municipal recebeu uma denúncia sobre uma festa clandestina. Após o deslocamento ao local foi identificada a veracidade da denúncia, porém poucas pessoas ainda se encontravam no local. “Já não havia muitas pessoas, mas os indícios, como o volume de garrafas e outros detalhes, apontavam para algo com bastante gente”, disse o secretário Arthur Almeida lembrando que diretoria do local, ainda nesta semana,  será oficiada no sentido de orientar seus sócios para que evitem esse tipo de aglomeração.

Foto e Texto: Secom Toledo

Relacionadas

Leave a Comment