Por inclusão, igreja quer deixar de se referir a Deus como “Senhor” e ‘Ele”

A igreja da Suécia quer que o clero use uma linguagem mais neutra para se referir a Deus.

A medida faz parte da versão atualizada de um manual de 31 anos que dita o funcionamento dos serviços religiosos em sua liturgia utilizar.

A expressão “o Senhor”, por exemplo, é desaconselhadem.

” Em terrmos teológicos  por exemplo, sabemos que Deus está para além das determinações de gênero, Deus  não é humano”, justifijca Antje Jackelen, primeira  mulher a exercer a função na Suécia e que dirige a Igreja Evangélica Luterana.

Esta decisão foi tomada na quinta-feira em uma reunião com os 251 membros do órgão responsável pela igreja e entrará em vigor no feriado religioso de Pentecostes, dia 20 demaio de 2018.

No  entanto, há quem considere que esta medida não respeita a herança teológica comum.

Jackelen afirmou  que a ideia de uma linguagem mais inclusiva já tinha sido discutida em uma conferência em 1986.

 

Relacionadas

Leave a Comment