Papa se reúne com líderes cristãos libaneses em julho

O papa Francisco anunciou hoje (30) que vai se reunir no dia 1º de julho com os principais líderes cristãos do Líbano para abordar a “preocupante” situação de crise que o país árabe atravessa.

O pontífice, que em várias ocasiões se referiu à crise no Líbano, fez o anúncio da janela do Palácio Apostólico, depois da oração do Ângelus, perante os fiéis que o ouviram na Praça de São Pedro.

O objetivo do encontro religioso será estudar a crise que afeta o país do Oriente Médio e rezar pela paz.

“No próximo dia 1º de julho, encontrarei no Vaticano os principais responsáveis pelas comunidades cristãs presentes no Líbano, para uma reflexão sobre a preocupante situação do país e para rezarmos juntos pelo dom da paz e da estabilidade”, disse.

Para isso, Francisco pediu a intercessão da Virgem Maria e confiou aos fiéis do mundo a missão de rezar por “um futuro mais sereno” para o país.

O papa argentino sempre demonstrou interesse pela crise no Líbano, atingido pela sua pior crise econômica desde a guerra civil (1975-1990), por causa da pandemia de covid-19 e pela explosão que ocorreu perto de Beirute em agosto do ano passado.

Por diversas ocasiões, o papa expressou o desejo de visitar o Líbano e pediu ajuda à comunidade internacional para aquele país.

Relacionadas

Leave a Comment