Pandemia aumenta demanda por serviços da Guarda Municipal de Toledo

O agravamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) também repercute no setor de segurança pública. Entre 1º de janeiro e 15 de março deste ano, a Guarda Municipal atendeu 608 ocorrências, mais do que a metade das registradas nos doze meses de 2020 (1.134) – levando em conta a média diária, o crescimento foi de 164,45%, passando de 3,1 para 8,2.

Levando em conta somente os serviços relacionados ao cumprimento das medidas sanitárias de contenção da Covid-19, esta ascensão é ainda maior. Nos 74 primeiros dias de 2021, foram 365 ocorrências relacionadas ao assunto registradas pela corporação, média diária de 4,93 ocorrências – 237,36% a mais do que nos 290 dias de 2020 (424 atendimentos, média de 1,59/dia) contados desde 16 de março, quando Toledo editou o primeiro decreto com medidas preventivas contra a doença causada pelo Sars-Cov-2.

As abordagens voltadas ao cumprimento das medidas de combate ao novo coronavírus também estão ocupando um tempo maior da rotina dos agentes da Guarda Municipal: se entre 16/3 e 31/12/2020 elas respondiam por 47,06% do total, agora essa proporção é de 60,03%. “O número de habitantes e veículos em Toledo está em constante crescimento, o que faz, consequentemente, aumentar o volume dos serviços prestados pela corporação ano após ano. Mas em 2021 isso aconteceu de maneira desproporcional em função da pandemia, que trouxe consigo toda uma tensão, com mais casos de depressão, desavenças familiares, um nervosismo próprio de quando uma grande quantidade de pessoas encontra-se presa em casa”, avalia o secretário de Segurança Pública e Trânsito, Arthur Almeida.

De acordo com Arthur, que responde também pelo comando da Guarda Municipal, estes números significam uma mudança de percepção dos cidadãos de Toledo em relação ao trabalho realizado pela corporação. “A população reconhece a qualidade dos serviços prestados pelos nossos agentes, requisitando cada vez mais a nossa intervenção em situações em que os decretos municipais e estaduais relacionados à Covid-19 não estão sendo cumpridos, sobretudo aquelas onde se formam aglomerações. Esses profissionais realmente se esmeram, buscam o melhor para os munícipes e dedicam-se verdadeiramente à missão em que estão incumbidos”, valoriza.

Foto e Texto: Secom Toledo

Relacionadas

Leave a Comment