Maio Amarelo: Transitar realiza ações visando o aperfeiçoamento das atividades do Órgão de Trânsito Municipal

Pesquisa de satisfação junto à população e capacitação dos agentes de trânsito marcaram a primeira quarta-feira do mês de atividades especiais

Nesta quarta-feira (5), a Autarquia Municipal de Mobilidade, Trânsito e Cidadania  (Transitar) realizou uma ação educativa com o intuito de ouvir o que a população tem a dizer sobre o trânsito de Cascavel.

Ações como essa visam a aproximação do órgão regulador das pessoas que vivem diariamente essa rotina em nossa cidade, além de abrir um canal direto para receber elogios, críticas e sugestões de melhorias. De acordo com Luciane de Moura, educadora de trânsito da Transitar, existe muita confusão, principalmente, quanto às funções dos servidores da Autarquia. “Muitas pessoas acham que nós podemos executar serviços de engenharia na malha asfáltica, por exemplo. Essa função é de outros órgãos do Município”, diz Luciane de Moura. No entanto, mesmo que não seja atribuição da Autarquia, todas as demandas apresentadas que precisem de ações de outros órgãos, sempre são encaminhadas para avaliação e resolução, conforme a viabilidade.

Simoni Soares, presidente da Transitar, ressalta a importância dessas ações, que já fazem parte do planejamento de atividades da Transitar, pela oportunidade de ouvir as demandas dos personagens do trânsito, desde os condutores de veículos automotores até os pedestres, bem como levar esclarecimentos sobre as normas de trânsito e da responsabilidade de cada usuário da via pública. “O que almejamos é um trânsito consciente e solidário, onde cada um, no desempenho do seu papel neste espaço compartilhado, assuma a responsabilidade que lhe cabe”, destaca Simoni.

Resultados da Pesquisa de Satisfação

A ação educativa realizada ontem, intitulada  “Como você vê o trânsito de Cascavel?”, ocorreu das 10h às 12h, em frente a Catedral de Cascavel, com abordagens aos pedestres que passaram no local.

Foram registrados 41 apontamentos, dos quais, os mais comuns foram quanto a falta de respeito às regras de trânsito pelos condutores, totalizando 39%. Também destacou-se os elogios quanto a sinalização em condições adequadas, 22%, e ainda a afirmação de 12,2% dos entrevistados de total satisfação quanto às condições do trânsito em Cascavel. Já 26,80% dos entrevistados também fizeram sugestões e solicitações que integram o trabalho de outras secretarias, e será analisado pela gestão do Órgão de Trânsito para encaminhamento e atendimento.

Também houve elogios ao trabalho dos agentes de trânsito,  pedidos de aumento de pontos de venda para cartão do EstaR  e pedidos de aumento de blitz e autuações, o que tem sido uma demanda cada dia mais comum da população, por entender a efetividade dessas ações.

Capacitação dos Agentes de Trânsito

Dando sequência a formação continuada dos Agentes de Trânsito, também foi realizada uma sequência de palestras por videoconferência, no auditório do Paço Municipal, com os especialistas de trânsito: Leandro Macedo, Glaydson Mendes, Emanoel Plácido e Morgana Diefenthaeler, abordando temas sobre o Sistema Nacional de Trânsito, Processo Administrativo, Normas de Circulação e Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito, com ênfase no município.

Segundo Simoni Soares, a Transitar têm como foco a qualidade no atendimento ao usuário e a segurança viária e, para realização das atividades de sua competência, é necessário desde a uniformização dos procedimentos até uma estrutura adequada.

Na última semana, todos os servidores do Departamento de Trânsito e Policiais Militares do Batalhão de Trânsito, passaram por um treinamento de 20 horas de duração, no auditório da Univel, e que teve como foco as alterações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com o instrutor foi o bacharel em Direito Rodrigo kozakiewicz, servidor do DETRAN-PR.

“Até o mês de julho devemos encerrar o primeiro ciclo de treinamento dos servidores do Departamento de Trânsito, que tem como objetivo a preparação dos agentes para ações educativas de trânsito e cidadania, uniformização de procedimentos de fiscalização e urbanidade no desempenho das funções do agente público”, explica Simoni, reforçando que treinamentos similares deverão ser realizados com maior habitualidade.

Foto e Texto: Secom Cascavel

Relacionadas

Leave a Comment