Fernando Guillen, pastor da Igreja Batista da Lagoinha, em BH, morre de Covid-19

Após vencer um câncer em 2020, ele recebeu o diagnóstico positivo para o novo coronavírus no início de janeiro e estava no CTI

O líder religioso Fernando Guillen, de 41 anos, pastor da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, morreu nessa quarta-feira (17), vítima da Covid-19. Ele havia sido diagnosticado com um câncer em 2019, mas anunciou que havia se curado da doença em 2020. A informação foi divulgada no perfil oficial dele no Instagram.

Guillen recebeu o diagnóstico positivo para Covid-19 no início de janeiro e estava no CTI desde o início deste mês.

“Acreditamos que viveremos uma grande transformação com sua partida. Cremos nas verdades liberadas da boca desse Profeta que marcou gerações. Ele mudou não apenas a história da igreja, mas das sete áreas de influência da sociedade, e seu legado continuará vivo de geração em geração”, pontuaram no comunicado.

Ele será sepultado nesta quinta-feira em enterro apenas para amigos e familiares.

Foto: Reprodução / Instagram

(O Tempo)

Related posts

Leave a Comment