Dr. Lauri propõe à Transitar certificado para combater motoristas “fake” de aplicativo

Depois de receber denúncias de que existe um grande número de motoristas particulares que se passam por motoristas de aplicativo, o vereador Dr. Lauri (PROS) protocolou uma indicação sugerindo à Autarquia Municipal de Mobilidade, Trânsito e Cidadania (Transitar) que tome medidas a respeito. Na Indicação nº 492/2021, defendida pelo vereador em Plenário esta semana, ele propõe uma ação de fiscalização e a emissão de um certificado de vistoria.

“Já conversamos com a presidente da Transitar, Simoni Soares, e ela gostou da indicação e já se comprometeu a tomar providências. O que acontece hoje? Nós temos no município os ‘Uber fake’, que têm no seu carro um adesivo do aplicativo, mas não estão cadastrados. É necessário que haja geração de renda, mas isso tem que ser feito com regulamentação”, afirmou Dr. Lauri.

Segundo ele, existem cerca de 1.200 motoristas cadastrados nos seis aplicativos que atuam em Cascavel. O parlamentar anexou à indicação anúncios em redes sociais de pessoas não cadastradas, mas que dizem ser motoristas de Uber, 99, InDriver, Urbano Norte e outros. Pela proposta, a Transitar emitiria um certificado de vistoria impresso em adesivo, com validade de 12 meses, que garantiria ao usuário que o motorista realmente atua no aplicativo. “É também uma questão de segurança”, concluiu Dr. Lauri.

Assessoria de Imprensa/CMC

Relacionadas

Leave a Comment