Coral de 500 vozes celebra aniversário da Reforma Protestante

Evento terá duração de cinco dias, com atrações culturais e de lazer em Curitiba

Evento será realizado na Expo Renault, em Curitiba. Foto: Daniel Derevecki

Entre os dias 27 e 31 de outubro deste ano será realizada na Expo Renault, no Parque Barigüi, em Curitiba, uma grande celebração dos 500 anos da Reforma Protestante. Durante cinco dias várias atividades culturais, de lazer e de saúde, serão promovidas no Parque Barigüi, sendo que em quatro noites, o encerramento será com a apresentação de um coral de 500 vozes formado especialmente para a ocasião por cantores de várias denominações religiosas.

O Espetáculo Musical contará, além do coral, com uma orquestra regida pelo maestro Martinho Lutero Klemann, atores e dançarinos que contarão a história da Reforma Protestante. Ao todo, serão mais de 600 artistas, todos voluntários oriundos das Igrejas participantes.

O regente do musical garante que o público verá “certamente a soma dos esforços de muitas pessoas. Há muita gente motivada (inclusive eu) para fazer um belo espetáculo com música vocal e instrumental, dança e teatro, que celebra e conta a história do que foi este movimento de olhar para dentro da Bíblia, extraindo dali um modo novo de enxergar a Deus. Um movimento que teve também reflexos culturais, políticos e sociais. O espetáculo em si mostra cenas da atuação de Lutero e outros personagens no processo, intercalando músicas e danças. Um coro de 500 vozes. Uma orquestra. Uma banda. Atores. Um grupo de dança. Um Musical!”.

Segundo ele, o espetáculo é direcionado a todos, não apenas aos protestantes. Para o maestro, reger um grupo tão grande é um desafio. “Diversos regentes estão fazendo o trabalho de base, ensinando as músicas aos cantores. Isso facilita muito no momento de juntar este grupo imenso. O desafio maior é mantê-los atentos ao ritmo e fazer com que coloquem toda a ênfase necessária às palavras do texto, dando emoção à interpretação”, explicou Martinho.

 

Sobre o evento

O movimento começou a tomar forma ainda em 2016, com a organização de uma grande celebração na Ópera de Arame, marcando a contagem regressiva para os 500 anos da Reforma Protestante. Surgiu então a ideia de reunir neste ano de 2017 as diversas denominações cristãs da cidade, em um evento ainda mais bonito.

Em 2017, a cidade já acolheu outros grandes eventos alusivos aos 500 Anos da Reforma, como a Marcha Para Jesus, que contou com mais de 80 mil pessoas no mês de maio, e a “Exposição do Museu da Bíblia e a Evolução da Indústria Gráfica”, na sede da Fiep, no mês de junho. Agora, está na contagem regressiva para as cinco noites de celebração do fim de outubro.

Serão disponibilizados 5 mil lugares por noite no salão da Expo Renault Barigüi, totalizando um público de 25 mil pessoas, além dos mais de 600 artistas que estarão no palco nas quatro noites de espetáculo. A abertura do evento, na noite de sexta-feira 27 de outubro, será liderada pelo Ministério de Pastores Jovens, mesmo grupo que organizou o evento que levou 44 mil pessoas à Arena da Baixada no mês de julho.

Nas tardes de sábado e domingo, 28 e 29, atividades diversas serão propostas ao público presente no Parque. Atividades esportivas, gincanas, brincadeiras para crianças, orientações à saúde, distribuições de materiais, dentre outras, serão ministradas pelos grupos Atletas de Cristo, Médicos para Cristo, Ministério de Pastores Jovens, Reage, Repass e Compacta.

 

A Reforma Protestante

Movimento surgido no início do século XVI contra práticas abusivas da Igreja Católica, dentre as quais o absolutismo papal e a cobrança de indulgências. Teve seu marco inicial em 31 de outubro de 1517, quando o até então monge agostiniano Martinho Lutero pregou suas 95 Teses na Porta da Igreja do Castelo de Wittemberg, causando profundas mudanças na sociedade da época, com grandes reflexos até os dias de hoje, dentre elas:

  • Diminuição da influência e do poder da Igreja Católica na Europa;
  • Surgimento de novas igrejas cristãs como, por exemplo, Igreja Anglicana, Igreja Luterana e Igreja Calvinista;
  • Diminuição da interferência da Igreja Católica no poder político dos monarcas;
  • Fortalecimento dos princípios sociais e econômicos da burguesia, que passaram a ser sustentados pela aprovação do lucro (doutrina calvinista);
  • Tradução da Bíblia para outros idiomas, entre eles o alemão e o francês. Desta forma, mais pessoas passaram a ter acesso à leitura da Bíblia;
  • Desenvolvimento da Imprensa, com a necessidade de reprodução da Bíblia.
  • Acesso popular à educação, com o objetivo da leitura e interpretação das Escrituras Sagradas.
  • Surgimento de conflitos sociais de ordem religiosa, além de perseguições pelo mesmo motivo. Muitos destes conflitos foram estimulados ou tiveram como patrocinadores os monarcas europeus. Em 1572, cerca de 30 mil protestantes foram assassinados por católicos na França. O episódio ficou conhecido como “O Massacre da Noite de São Bartolomeu”;
  • Surgimento de movimentos sociais que tinham como propósito a implantação de um sistema social e econômico mais justo. Entre estes, podemos citar a Guerra dos Camponeses, que estourou na Alemanha no ano de 1525. Este movimento pretendia abolir as obrigações dos servos e a propriedade privada, criando um sistema agrário igualitário. Foi severamente reprimido pelos príncipes alemães.

Related posts

Leave a Comment