Comissão de Agricultura debate abastecimento de água da comunidade de Centralito

Com as obras de duplicação da BR-277, a comunidade de Centralito corre o risco de ficar sem o abastecimento de água pelo poço artesiano, que fica às margens da rodovia. Preocupados em encontrar uma solução, os vereadores da Comissão de Agricultura realizaram uma reunião com os setores envolvidos na manhã desta quarta-feira (07). Participaram o presidente da Comissão, Soldado Jeferson (PV), o membro Valdecir Alcântara (Patriota) e o líder de governo, vereador Pedro Sampaio (PSC).

Pela Prefeitura, compareceram os secretários municipais de Agricultura, Renato Segalla, e de Meio Ambiente, Nei Haveroth. A Sanepar trouxe técnicos e foi representada pela gerente regional, Rita Camana. Um grupo de moradores de Centralito esteve na antessala do Plenário para representar a comunidade.

O abastecimento de água da localidade, que possui cerca de 17 mil habitantes, corre o risco de interrupção, já que a duplicação da BR-277 pode inviabilizar o uso do poço artesiano atual. Para tanto, seria necessária uma readequação para que Centralito não fique sem água. O secretário Segalla afirmou estar ciente do problema. “Estamos colocando técnicos à disposição para levantar todas as informações necessárias à elaboração de um novo projeto”, disse ele.

Rita Camana, da Sanepar, disse que a companhia vai ajudar realizando um teste de vazão para verificar a viabilidade do novo poço. “Estamos recebendo a demanda”, afirmou ela. Segundo a gerente, a Sanepar vai iniciar os trâmites para adquirir os materiais necessários ao serviço.

O vereador Soldado Jeferson disse que é importante também dialogar com a concessionária Ecocataratas, a fim de conseguir ajuda para a execução do projeto. “Afinal, água é um bem essencial e o benefício da duplicação não pode desconsiderar esse grande impacto social e ambiental”, lembrou ele. Segundo o presidente, a comissão também notificará a concessionária para que não interrompa o fornecimento de água até que uma solução definitiva para o problema seja encontrada.

Foto: Flávio Ulsenheimer

Assessoria de Imprensa/CMC

Relacionadas

Leave a Comment