Cascavel forma especialistas em atenção básica

Residências Médica e Multiprofissional têm como objetivo capacitar profissionais para a atuação no Programa Saúde da Família. Cascavel é referência no atendimento básico à saúde

Você, sabia que Cascavel possui programas de  “Residência Médica” e “Residência Multiprofissional” que objetivam a capacitação de profissionais para a atuação no Programa Saúde da família? Por meio da Lei Municipal nº 6.988, de 10 de maio de 2019, o Poder Executivo Municipal foi autorizado a  instituir os dois programas, que já formaram, em duas turmas, 19 profissionais  – 4 enfermeiros, 4 assistentes sociais e 4 cirurgiões dentistas -, todos  especialistas em Atenção Básica/Saúde da família, além de sete médicos especialistas em medicina de família e comunidade.

Cabe salientar que Cascavel é destaque na atenção básica e serve como referência aos demais municípios brasileiros. Na semana passada, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entregou ao prefeito Leonaldo Paranhos e ao então secretário de Saúde, Thiago Stefanello, um certificado de reconhecimento pelo atendimento oferecido à população pelo Município na atenção primária à saúde. Hoje, a cobertura da atenção básica está em 87,52%, a maior do País.

O Programa Residência Multiprofissional em Saúde da Família (PRMSF) constitui modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu sob a forma de especialização, caracterizada por treinamento em serviço, destinado a profissionais da área da saúde, sob a orientação do corpo de profissionais especialistas vinculados à Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Cascavel. O  preceptor da residência em odontologia, Luis Henrique Vila Verde, diz que ” um dos principais objetivos da residência é qualificação de profissional para atuarem no Sistema Único de saúde, porque muitas vezes o profissional é formado com uma visão voltada para especialidades e sistema privado e quando ele vai atuar no Sus , ele tem que ser formado para atuar naquela realidade.O aluno  desde o começo do primeiro ano da residência é colocado em cenários de práticas que mostram a realidade e a real necessidade de cada comunidade e população e eles acabam desenvolvendo um perfil de atuação mais voltado para uma realidado do SUS que necessita de um profissional mais humano e capacitado”.

O programa possui uma carga horária mínima de 5.760 (cinco mil setecentos e sessenta) horas, distribuídas em 60 (sessenta) horas semanais, sendo 20% destinadas às atividades teóricas e 80% às atividades práticas e teórico-práticas.

A carga horária deve ser cumprida em regime de tempo integral e de dedicação exclusiva, com direito a uma folga semanal. É vedado ao residente cursar outro programa de graduação ou pós-graduação ou possuir outro vínculo empregatício concomitantemente ao cursar o PRMSF.

Atualmente, o Município de Cascavel  tem 42 residentes, sendo: Programa de Residência multiprofissional em Saúde da Família nas de áreas de enfermagem, odontologia e serviço social. No programa de Residência médica em medicina de família e comunidade  há14 residentes.

Para  Felipe De Bastiani, residente em odontologia, “O pioneirismo da Prefeitura de Cascavel nesta ação nos coloca em um cenário de prática e o mais próximo possível da realidade de cada comunidade e isso torna nosso atendimento mais humano”.

Segundo  Gilson Fernandes da Silva , enfermeiro e  gerente da Escola de Saúde Pública Municipal, neste momento de pandemia, “é extremamente importante propor estratégias formativas que considera o novo cenário epidemiológico e ainda sensibilizar os profissionais a estarem participando dos processos de formação mesmo que no formato virtual. Mesmo diante da pandemia os processos de formação são muito importantes uma vez que os protocolos estão em constantes alterações”.

Objetivos

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família tem como objetivo formar profissionais de saúde, através da educação em serviço, para qualificá-los para o desempenho de suas atividades no Sistema Único de Saúde, SUS. O programa é estruturado teórica e metodologicamente em acordo com diretrizes da atual Política Nacional de Atenção Básica e Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, do Ministério da Saúde.

O programa  forma profissionais de saúde, por meio da educação em serviço, para o desempenho de atividades no SUS, tendo por base o modelo de atenção proposto pela Estratégia Saúde da Família.

Atualmente, o PRMSF oferta 15 vagas sendo, cinco para enfermagem, cinco  para odontologia e cinco vagas o serviço social.

“Com a oferta desta residência, a Secretaria de Saúde vislumbra a possibilidade de fixação desses profissionais no município, e com isso a ampliação do número de equipes de saúde da família, para que os profissionais da área de enfermagem, odontologia e serviço social possam desenvolver ações pertinentes à necessidade da população”, explicou Gilson.

Em todo o país, há apenas outras duas  escolas  semelhantes a de Cascavel. Uma instalada no Ceará e outra no Mato  Grosso.

Foto e Texto: Secom Cascavel

Relacionadas

Leave a Comment