Blitze do fim de semana resultam no recolhimento de 5 motocicletas por excederem o limite de ruídos permitido

Veículos também foram removidos por infrações como dirigir embriagado

A Transitar, Polícia Militar, Guarda Municipal e Secretaria de Meio Ambiente realizaram neste fim de semana operações de trânsito, a fim de coibir excessos dos condutores no trânsito, com foco na adulteração nos equipamentos dos veículos, como por exemplo, nos escapamentos, que aumentam deliberadamente os ruídos emitidos pelo dispositivo.

O objetivo destas ações é manter a segurança nas vias públicas, principalmente no que se refere a evitar a condução de veículos por motoristas sob efeito de álcool, sem habilitação, a poluição sonora ou, ainda, pelo abuso da velocidade e desrespeito às demais normas do CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

As operações ocorreram em diversos pontos de bloqueio na cidade, como, Avenida Piquiri, no bairro Brasmadeira; Cruzamento das Ruas Maracaí com Jacarezinho, no bairro Floresta e na Rua Paraná, próximo à Praça da Bíblia.

A autuação mais registrada permanece sendo aquelas relacionadas a dirigir veículo sem carteira de habilitação ou com CNH de categoria diferente a do veículo, totalizando 32 notificações, o que representa 47,76% do total de autuações. Além disso, foram registradas cinco autuações da Secretaria do Meio Ambiente por poluição sonora, que resultaram na remoção dos veículos ao pátio, para regularização.

Outro ponto que preocupa, conforme afirma a presidente da Transitar, Simoni Soares, é sobre o fato dos condutores ainda serem flagrados dirigindo embriagados, colocando em risco a própria vida e a de terceiros, o que demonstra uma falta de responsabilidade que só pode ser corrigida pela conscientização individual. Lembrando que o ato de dirigir embriagado é infração gravíssima, resultando em 7 pontos na CNH, multa de R$ 2.934,70, recolhimento da habilitação pelo agente de trânsito e suspensão da CNH, além das demais penalidades previstas no CTB relativas a crime de trânsito, sendo que há penalidade de prisão em caso de lesão corporal ou homicídio.

Foto e Texto: Secom Cascavel

Relacionadas

Leave a Comment