A resposta da Universal após Angola confiscar templos

A Igreja Universal de Angola decidiu se manifestar após a Procuradoria Geral da República daquele país fechar e confiscar alguns templos comandados por Edir Macedo. Segundo o religioso e dono da Record, a PGR da Angola está tramando e mentindo como forma de manipular a mídia e a população local.

As informações são da revista Veja. Veja matéria completa clicando aqui.

Foram apreendidos igrejas nas cidades de Alvalade, Maculusso, Patriota, Morro Bento, Benfica, Cazenga e Viana — dos sete, quatro havia sido tomados por dissidentes. Os templos confiscados pela PGR de Angola ficarão sob a responsabilidade do Instituto Nacional de Assuntos Religiosos do país.

Related posts

Leave a Comment