Comboio da Saúde começa as atividades nesta quarta-feira

Prefeitura adquiriu dois ônibus para realizar o atendimento de consultas e exames. O comboio é composto ainda do odontomovel e castramovel

A partir desta quarta-feira (15), a população de Cascavel terá uma nova opção de atendimento médico. O Comboio da Saúde foi completamente remodelado e passará a atender os bairros da cidade. Inicialmente, o comboio estará na região do Bairro Santa Cruz.

A região do Santa Cruz apresenta uma grande demanda de atendimento por conta da densidade populacional. Em breve a região receberá duas novas unidades de saúde, uma construída ao lado da Univel e outra no Loteamento FAG. Por conta da demanda, a UBS do Santa Cruz é uma das que atende diariamente até às 22h.

Segundo o prefeito Leonaldo Paranhos, há uma demanda reprimida e, por conta disso, a região foi escolhida para ser a primeira a receber o comboio de saúde. Um ônibus equipado com consultório médico e espaço para exames faz parte do comboio. A Prefeitura adquiriu dois ônibus, recebeu um dos veículos e o segundo deve chegar em abril.

O comboio é composto ainda do odontomovel, castramovel e o consultório de rua. “Esse comboio está muito bem equipado, é possível fazer uma série de exames, diagnósticos, campanha de prevenção”, diz o prefeito. Um dos objetivos do comboio é justamente incentivar a cultura de saúde preventiva.

O comboio da saúde já funcionou entre 2017 e 2018 com uma carreta que era mantida pelo Sindicato dos Lojistas. A carreta percorria alguns pontos da cidade levando saúde à população, inclusive em empresas onde há um grande número de funcionários. Nos dois anos foram 15 mil atendimentos.

PAI

Outro avanço no setor de saúde de Cascavel é a efetivação do Programa de Atendimento Imediato (PAI), que prevê a compra de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em hospitais da rede privada quando não houver disponível no SUS. O Hospital São Lucas foi a primeira instituição hospitalar a se credenciar para prestar o serviço. Outro hospital, da região de Maringá, também fez o credenciamento. “Espero que outros hospitais também façam”, diz o prefeito.

O programa tem orçamento aprovado e já pode ser utilizado assim que for detectado um paciente com risco eminente de morte e que dependa de uma UTI para o tratamento. A compra de leitos foi um dos principais temas da campanha do então candidato a prefeito Leonaldo Paranhos, em 2016.

Relacionadas

Leave a Comment