Vídeo: Pais levam cadáver de filho para conferência evangelística na Nigéria

Homem estava morto havia 18 dias. (Reprodução)

Um vídeo gravado na Nigéria ganhou as redes sociais e está provocando discussões polêmicas. Durante uma cruzada evangelística do pregador Reinhard Bonk realizada na Nigéria, um casal levou o cadáver do filho morto havia de 18 dias com a esperança de que ele ressuscitasse.

O pastor brasileiro Clebison Bandeira, de Imperatriz (MA), gravou o vídeo e narrou o que estava acontecendo. O corpo estava dentro de um caixão atrás do palco e, no local, alguns policiais faziam a segurança. A pessoa que gravou o vídeo narrava o momento. Segundo o pastor Clebison, é comum mortos ressuscitaram em eventos evangelísticos na Nigéria. “Lázaro foram quatro dias, aqui são 18”, diz o brasileiro que gravou o vídeo.

Ao lado do cadáver, o pai faz gestos fortes enquanto que a mãe ora a Deus. Ao aproximar a câmera é possível ver que o corpo já está em decomposição. Segundo o pastor que gravou o vídeo, o cheiro é muito forte.

Reação

Internautas reagiram de forma diferente ao ver as imagens. “Banalização da fé, manipulação de seres  humanos,  isso não é o evangelho  de Jesus”, escreveu Sandro Arrua ao ver o vídeo no YouTube. “Prova de fé também  é enterrar  e  dar glória a Deus  pois ele foi para a “eternidade”, completou em outra postagem.

“Verdadeiramente a irmandade africana é um povo que tem fé. É tanto que os crentes na África têm crescido bastante e Deus tem honrado a fé dele operando sinais e maravilhas”, escreveu Welton Morais ao comentar o vídeo na página do pastor Clebison. “Meu Deus isso é forte demais…..com a morte de seu filho…mas adorando a Deus…que maravilhaaaa de fé”, postou o internauta Daniel Alves.

A maioria das pessoas, no entanto, queria saber se o defunto ressuscitou.

Assista ao  vídeo

Por Luiz Carlos da Cruz/Jornal Boas Notícias

Deixe uma resposta