União tenta cobrar R$ 1 bilhão de impostos de igrejas

A Receita Federal quer cobrar R$ 1 bilhão em impostos atrasados de Igrejas. De acordo com matéria divulgada nesta segunda-feira (15) pela Folha de S. Paulo, além das igrejas a Receita mira sua fiscalização para clubes esportivos e organizações assistenciais. No total, a União busca R$ 14,4 bilhões. Todas essas entidades possuem imunidade no pagamento de tributos.

 

A Receita não deu detalhes sobre as dívidas por serem protegidas pelo sigilo fiscal, mas um dos casos, no entanto, ficou público. Segundo a Polícia Federal, fraudes cometidas por uma dezena de pastores da Igreja Cristã Maranata (ICM) resultaram em desvios de R$ 23 milhões. Denunciado pelo Ministério Público Estadual do Espírito Santo, em 2016, o grupo nega as irregularidades na Justiça.

 

Entre as entidades que constam do cadastro da Dívida Ativa da União estão igrejas como a Associação e Distribuição, braço de uma organização criminosa que fraudou em R$ 500 milhões os cofres de São Paulo. Parte desse valor foi desviada pela igreja, que, segundo a PF, era de fachada. A dívida hoje é de R$ 354,6 milhões, de acordo com a PGFN.

 

Igreja Renascer em Cristo está na lista negra da Receita Federal

A Igreja Renascer em Cristo, dos bispos Estevam e Sônia Hernandes, e a Igreja Internacional da Graça de Deus, do missionário R.R. Soares, são cobradas por motivo diferente: o não cumprimento de obrigações trabalhistas, como o pagamento de contribuições patronais. Em 2013, os três religiosos apareceram na lista dos pastores mais ricos da revista “Forbes”.

 

 

Leia a matéria completa no site da Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *