Pastora Damares Alves é convidada para o Ministério dos Direitos Humanos

Pastora Damares pode se tornar a segunda ministra na equipe de Bolsonaro

Assessora parlamentar do senador Magno Malta, a pastora Damares Alves foi convidada para ser ministra dos Direitos Humanos e Mulheres no governo do presidente Jair Bolsanaro.

A informação foi publicada na versão online do Jornal O Globo na noite desta quinta-feira (29).

A reportagem ouviu os principais líderes da bancada evangélica que confirmaram o convite.

Damares é conhecida por ser antagonista do movimento LGBT e por lutar contra a legalização do aborto, entre outras causas defendidas pela comunidade cristã.

 

Nesta quarta-feira, a pastora foi até o gabinete de transição e recebeu pessoalmente o convite. Ela disse que responderia até terça-feira se aceitaria ou não. O Globo apurou que Magno Malta também foi informado da possibilidade de sua assessora se tornar ministra.

Damares é vista como um nome de confiança por Bolsonaro. Seria a segunda mulher dos ministérios do presidente eleito após Tereza Cristina (DEM-MS), convidada para a Agricultura.

Deixe uma resposta