Pastor encontrado morto gravou vídeo falando sobre “dor” e “ausência”

Em junho deste ano, o pastor Julio Cesar da Silva, da Assembleia de Deus – Ministério Madureira –, gravou um vídeo com reflexão e postou na sua página do Facebook. Ele chamou a atenção para dois temas que ele se referiu como duas “amigas inseparáveis” do homem: a “dor” e a “ausência”.

O pastor Julio Cesar foi encontrado morto na última terça-feira (12) em sua residência, na Tijuca, Rio de Janeiro. Segundo a polícia, ele cometeu suicídio por enforcamento.

No vídeo, o pastor diz que a dor e a ausência acompanham o ser humano o tempo todo, muitas vezes fazemos de tudo para nos livrar delas, mas ela afirma que “as duas amigas” são necessárias.

“Nós rejeitamos a dor, nós amaldiçoamos a dor, nós não queremos a dor, mas eu quero te mostrar o quão necessária é a dor”, diz. Ele lembra que a dor é um sinal de que algo não vai bem. “Uma pessoa só descobre que está com câncer pela dor, uma pessoa só descobre que está com cálculo renal pela dor”, declarou o pastor.

Pastor Julio César foi encontrado morto na terça-feira (Foto:Reprodução/Facebook)

Ele enfatizou que na vida secular, espiritual e ministerial não é diferente. “Aquilo que nos causa dor está dizendo que algo não vai bem. Se o seu casamento está doendo é porque ele está te dando uma luz de que alguma coisa está errada. Se o seu ministério não está bem, está lhe causando dor, com certeza essa dor está te dando um sinal de que alguma coisa não vai bem”, afirmou.

O pastor declarou que a dor é necessária e que aproxima a pessoa de Deus. “A dor é que nos eleva, a dor é que nos faz melhorar”, ressaltou.

Ausência

Sobre a ausência, que ele também chamou de “amiga”, o pastor Julio Cesar afirmou que ela é fundamental. “O que te faz ter desejo é a ausência de alguma coisa, porque o dia em que você não tiver mais desejo você pode morrer. A sua vida fica sem significado, fica sem sentido”, ressaltou.

Outro caso

Os casos de suicídio entre pastores tem aumentado. No último domingo (10), em Cornélio Procópio, no Paraná, o pastor Ricardo Moises, de 28 anos, foi encontrado morto em sua casa que fica nos fundos da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. Ele usou uma corda para cometer o suicídio.

Assista aqui ao vídeo do pastor Júlio Cesar

Deixe uma resposta