John Piper diz que o apoio evangélico branco para Trump está prejudicando o alcance da minoria

O apoio evangélico branco para a campanha a presidência de Donald Trump impediram seus esforços de reconciliação racial, de acordo com o influente evangelista John Piper.

O chanceler do Bethlehem College & Seminary afirmou em uma mensagem no YouTube, quinta-feira à noite, que nos últimos anos a América experimentou uma “constelação de tristezas” na questão das relações raciais na América.

Piper, fundador da DesiringGod.org, explicou que ele estava dirigindo seus comentários principalmente para evangélicos brancos na tradição teológica reformada.

Evangelista John Piper

Piper listou seis coisas na categoria “constelação de tristezas”, que ele também chamou de seis “crises”. A primeira menção foi o tiroteio de Michael Brown em 2014 e a controvérsia resultante da morte dele.

Depois de falar brevemente sobre tiroteios policiais de Brown ele disse que a próxima “crise” dada foi “o surgimento de Donald Trump, primeiro como candidato e agora como presidente”.

“Donald Trump tem um estilo retórico divisório, seu padrão adolescente de culpa e sua forma de liderança imprudente do Twitter”, disse Piper.

Outras questões que enfrentam as relações raciais na América, nomeadas por Piper, incluíram o protesto violento em Charlottesville, Virgínia, em agosto, o debate sobre as estátuas e os monumentos confederados e os protestos do joelho na NFL combinados com a “resposta vulgar do nosso presidente”.

Piper chamou essas seis crises, com base em eventos do ano passado, como “muito triste” e observou que “por baixo dele está o tratamento contínuo de décadas para as minorias com injustiça flagrante ou sutil, individual ou estrutural”.

Desiludidos

Piper discutiu com quantos de seus colegas evangélicos brancos estavam respondendo a essas crises, especialmente aqueles ligados ao apoio a Trump, a quem Piper tem repetidamente chamado de “moralmente incapaz” de liderar a nação.

“Muitos dos nossos irmãos e irmãs minoritários sentem-se perplexos na melhor das hipóteses e desiludidos. Eles estão dizendo ‘achamos que nós soubemos quem você era, evangélicos brancos’, disse Piper. “E agora, com todas essas respostas que foram dadas tão diferentes das nossas, não temos certeza de quem você é”, completou.

As informações são do Christian Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *