Evangélicos “louvam” Bolsonaro em suposto batismo no rio Jordão

Por Luiz Carlos da Cruz

Um polêmico vídeo postado na página oficial do candidato à Presidência da República, Jair Bolsanaro (PSL), provocou reações contrárias e favoráveis de internet sobre um suposto batismo de turistas brasileiros no rio Jordão, em Israel.

Vestidos com capas brancas, roupas tradicionais de batismo, os fieis formaram o número 17 dentro da água, representando os dois dígitos do candidato que lidera as pesquisas eleitorais.

Renda revertida para projeto missionário. Vendas apenas em Cascavel

Parte dos fieis se mostrou indignada com a situação e o desrespeito com o batismo, algo que faz parte do processo de salvação de todos os que aceitam a Cristo como Salvador de suas almas.

No vídeo é possível ouvir os membros que seriam batizados respondendo a alguém que pergunta em voz alta: “quem é o líder?” Todos gritam o nome de Bolsonaro e depois repetem em coro “mito, mito”. Isso teria ocorrido após o batismo.

Na página do candidato junto ao vídeo ele postou o seguinte texto: “Que bacana, hoje os 27 estados do Brasil representados por apóstolos fizeram uma to no Rio Jordão em Israel. Muito obrigado pela consideração!”

Reações

Na página oficial do candidato a reação de apoio foi praticamente unânime, mas a foto em outras páginas provocou indignação.

“Infelizmente não sabem a seriedade que é o batismo nas águas. O batismo é morrer pro mundo e viver pra Deus, não pra fazer coreografia pra político triste”, escreveu um internauta.

“Um momento sagrado e o povo levando política pro batismo. Só observo esse povo blasfemando e usando o nome de Deus pra apoiar candidato e fazendo campanha política”, postou outro.

“Sou evangélica e Bolsonaro de carteirinha, mas acho que o batismo é um momento sagrado. Ficou no mínimo desrespeitoso isso”, sentenciou uma internauta.

O apóstolo Gregório Menezes, um dos líderes da excursão, teceu o seguinte comentário após ver as reações na internet: “Gente, eu ainda estou aqui em Israel. Lendo alguns desse comentários não sei se rio ou choro ao ver o tamanho da falta de informação e de conhecimento de alguns, ou talvez seja por frustração pelo fato de o candidato aqui apoiado não ser o deles. Mas quero esclarece para os nervosos que este ato profético foi realizado após o batismo, eu estou na ponta do 1 do 17”, destacou.

Depois disso concluiu com o jargão do candidato: “O Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!”

Assista ao vídeo polêmico clicando aqui.

 

 

 

 

Deixe uma resposta