Cascavel à frente

Por: Luiz Carlos da Cruz

As autoridades de Cascavel e a sociedade civil organizada estão bem à frente dos demais municípios e está do País quando o assunto é a prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). Há duas semanas, Cascavel instituiu o Centro de Operações de Emergência (COE), que reúne o poder público e outras entidades para discutir ações preventivas de enfrentamento à pandemia que se espalha com força total pelo País.

Essas ações são fundamentais para que se dilate o período do pico da doença e deixe a curva ascendente menos íngreme, reduzindo assim o impacto no sistema de saúde e financeiro do Município. Esses impactos, no entanto, são inevitáveis.

Cascavel se antecipou bem ao criar o COE. Cabe salientar que o governo federal só criou um comitê de emergência no início desta semana, quando a primeira morte foi registrada na última terça-feira. Na semana passada o prefeito Leonaldo Paranhos assinou decreto estabelecendo algumas regras no serviço público para conter o avanço da doença. Mais uma vez Cascavel saiu na frente. O Paraná, por exemplo, só tomou medidas semelhantes nesta semana.

A pandemia é seria, apesar de muitos ainda insistirem que ela está superdimensionada. O momento é de união de todos, pois, as consequências serão inevitáveis e atingirão todas as classes sociais. Isolamento social é o remédio mais eficaz para evitar a disseminação rápida da doença.

A desinformação tem atrapalhado o combate ao vírus, principalmente com as notícias falsas que se espalham pela internet. Não dissemine fake news se você não tem ou não quer ter conhecimento pleno da gravidade da situação. Informações confiáveis só aquelas divulgadas por fontes oficiais como o Ministério da Saúde, Governo do Estado e Prefeitura de Cascavel.

Novas medidas restritivas virão e devemos aceitá-las para o bem de todos. Se for preciso ficar em casa, fique. O momento é de calamidade pública nacional.

Vamos proteger quem nos amamos.

Related posts

Leave a Comment