Após 28 anos, homem deixa prisão e é ‘adotado’ pela irmã de sua vítima

Bobby Hines deixa o Macomb Correctional Facility com sua irmã, Myra Jessie, in New Haven, Michigan (AFP)

Bobby Hines dá um passo à frente, sorrindo ao abraçar a irmã do homem por cuja morte ele foi condenado.

Preso durante 28 anos, ele esperou por muito tempo para conhecer Valencia Warren-Gibbs, para falar com ela sobre aquela noite em 1989 quando o irmão mais velho dela, James, foi baleado depois que Hines e dois outros o confrontaram em uma disputa sobre drogas.

Aos 15 anos, Hines foi condenado à prisão perpétua sem condicional. Agora ele está livre, um homem de 43 anos vivendo em uma cidade que deixou para trás como um aluno da oitava série. Lentamente, está checando a lista de coisas que precisa fazer: já encontrou um trabalho, desfrutou de uma refeição em um restaurante de verdade e aprendeu a tirar fotos em seu novo celular.

“Você sabe por que?”, ele pergunta a ela, batendo os dedos na mesa para enfatizar. “Eu nunca vou esquecer o que eu fiz”.

Ele pode não esquecer, mas pode corrigir, seguir em frente e fazer seu melhor para aproveitar ao máximo sua extraordinária segunda chance. Após quase três décadas atrás das grades, está aprendendo o que é ser Bobby Hines novamente – mais velho, esperançosamente mais esperto e um estranho ao mundo de 2017.

Veja a história  completa no portal G1

Related posts

Leave a Comment